Skip to content


Os riscos dos Apps federais

Traduzindo grosseiramente o cerne dessa reportagem do New York Times publicada em junho do ano passado:

Os promotores federais norte-americanos estão abrindo uma investigação contra o Facebook, por conta de um acordo de compartilhamento de dados que essa empresa fez com outros grandes “tubarões” e fabricantes de dispositivos móveis (smartphones e tablets).

Isso abriu as portas para “peixões” como a Apple, Amazon e Microsoft acessassem dados pessoais de usuários. Nem listas de amigos com informações de contato e até mensagens privadas escaparam dos olhos desses “tubas”.

Detalhe: sem consentimento de usuários em alguns casos.

*Agora eu deixo para vocês pensarem na caminha neste fim de semana, o seguinte cenário que já está em curso e tende a crescer exponencialmente no Brasil:

Serpro e Dataprev pensam em criar uma série de novos aplicativos com serviços de Governo Digital para os usuários brasileiros acessarem via smartphones.

Esses aplicativos deverão ser desenvolvidos em parcerias com esses mesmos tubarões citados acima na reportagem do Times. Lembrando que o Google já está dentro do Serpro, taoquei?

Agora imaginem que beleza vai ser “tudo isso daí”, se ainda por cima o governo deixar de lado a prioridade de votação da MP 869/18. Que trata da criação da Autoridade Nacional de Proteção de Dados, em tese, o guardião dos dados do cidadão brasileiro?

**Mas fiquem tranquilos, tudo não passa de piração de um blogueiro paranóico e fofoqueiro. Taoquei?

bom findi.

Facebook is reportedly under criminal investigation over deals that gave Apple, Amazon, and other companies access to user data

Publicado em Coluna Capital Digital, Informática, Internet, Política, Telecom.


Web Analytics