Skip to content


Começou o desmonte na Dataprev

Parece que a próxima segunda-feira começa o festival do “em busca por novos desafios”, no LinkedIn.

O presidente da Dataprev, Leandro Magalhães, assinou hoje (25/01) a dispensa de alguns assessores lotados no seu gabinete em Brasília, Rio e até em Sergipe.

Foram dispensados os assessores

– Clóvis Silveira Neto – PR, em Brasília/DF.
– Gualter Tavares Neto – PR, em Brasília/DF.
– Marcos Antonio Menezes Sobral – no âmbito da Diretoria de Relacionamento, Desenvolvimento e Informações – DRD, em Aracaju/SE.
– Alvaro Luis Pereira Botelho – PR, no Rio de Janeiro (Foto).

Um detalhe interessante. Alvaro Botelho fazia parte do grupo petista remanescente da gestão Rodrigo Assumpção. Ele atuou como diretor de Finanças e Logística na Dataprev nessa época.

Já tinha longevidade como diretor, na gestão do ‘imorrível’ Rodrigo Assumpção. Depois ganhou mais um tiquinho de vida como aspone na gestão Leandro Magalhães. Só que parece que agora Botelho veste o pijaminha.

Normalmente os aspones são os precursores da queda dos presidentes e demais diretores. Mas vamos aguardar, porque Leandro Magalhães é milico, num governo de milicos.

Portanto, pode até ser ele que vá brincar o Carnaval já indicado em nova função na Dataprev.

*Ou numa nova empresa, resultante da fusão da Dataprev com o Serpro, assunto que voltou a ser ventilado no super Ministério da Economia.

Publicado em Coluna Capital Digital, Informática, Política.


Web Analytics