Skip to content


Dataprev tour

Tá a maior “saia-justa”, ou melhor “toga-justa”, na área jurídica da Dataprev. Tudo por conta de uma viagem de férias travestida de “curso de capacitação – Mestrado em Ciências Jurídico-políticas”, que dois advogados da empresa acabam de ganhar e que começou hoje na cidade do Porto, em Portugal.

É isso, de 21 de janeiro a 8 de fevereiro, dois advogados custarão, cada um, cerca de R$ 31 mil em diárias pagas pela Dataprev, pela hospedagem que terão na cidade do Porto, onde vão fazer o que eu ainda não consegui entender se é um cursinho preparatório ou o Mestrado em si.

Vou preservar os nomes deles, porque mexer com advogado dá uma zica danada.

Mas é importante ressaltar nesse episódio o papel do presidente submarino da Dataprev, Leandro Magalhães. Trata-se de um executivo preocupado com o bem estar dos seus funcionários e por eles é capaz de fazer qualquer coisa.

O pagamento das diárias já foi depositado no Banco do Brasil e a dupla já está em Portugal.

*Olha, se não for pedir demais, daria para alguém pedir ao Leandrão para ele bancar um cursinho de culinária que eu gostaria de fazer em Paris?

Publicado em Coluna Capital Digital, Informática, Política.


Web Analytics