Skip to content


A piada da semana na Bolsolândia, via ZapZap

Os caras espalham que o filho do general Mourão, que acaba de triplicar o salário, que passou para uns R$ 35 mil reais, ocupou a vaga após tirar um “petista que ganhava R$ 100 mil”.

Esse povo não consegue pensar no óbvio.

1 – Vocês acreditam piamente que um “petista” continuaria ganhando R$ 100 mil de salário no Banco do Brasil, depois que esse partido foi deposto em um golpe parlamentar/judiciário, há mais de 2 anos?

2 – Vocês acreditam piamente que NINGUÉM no Banco do Brasil iria se interessar em mandar o tal “petista” para o espaço, para ficar com a vaga e o salarinho dele, de R$ 100 mil?

3 – Dá para acreditar nessa altura do campeonato que petistas ainda estejam ocupando cargos de confiança com salários desse tamanho em bancos públicos?

4 – Dá para acreditar que a remuneração de um aspone seja de R$ 100 mil? Qual seria o salário de presidente do BB?

Gente, o que aconteceu foi um simples caso de aplicação da Lei de Mateus: “primeiro os meus”.

Papai é vice-presidente e conseguiu uma boquinha melhor para o filhote. Simples assim, isso acontece todos os dias em bancos.

*Os públicos, é claro.

Publicado em Coluna Capital Digital, Política.


Web Analytics