E agora TSE?

No país onde está a sede do Facebook – dono do WhatsApp – tal notícia seria suficiente para derrubar um candidato à presidente.

*Mas estamos no Brasil, não é mesmo?

Empresas pagam R$ 12 milhões para WhatsApp de Bolsonaro, diz jornal