Skip to content


Estatais estouram orçamento em apenas 3 meses

Das 23 empresas estatais que compõem o orçamento federal, seis são apontadas como responsáveis pelo déficit anual de 86% nas contas do governo em 2017, o que em cifras representaria R$ 3 bilhões.

E dessas seis, o Serpro e a Dataprev estão no bolo como gastadoras contumazes. As demais são: A Empresa de Correios e Telégrafos (ECT), a Empresa Brasileira de Infraestrutura Aeroportuária (Infraero), a Casa da Moeda e a Empresa Gestora de Ativos (Emgea).

Os dados são referentes ao resultado primário e o contingenciamento financeiro do governo federal referentes ao 3º bimestre de 2017, apurados pelo Tribunal de Contas da União.

Segundo o relator do processo, ministro Vital do Rêgo, apenas a ECT é responsável por quase 40% do valor negativo das estatais, somando mais de R$ 1 bilhão. “A principal causa do déficit, decorre do elevado gasto com pessoal e da redução acentuada de geração de receita das estatais em suas principais atividades”, destacou o ministro durante a leitura de seu voto.

O TCU recomendou que Ministério do Planejamento, Desenvolvimento e Gestão requeira às empresas deficitárias ações corretivas de revisão de seus planos de negócio.

*A conferir.

Publicado em Coluna Capital Digital.