Skip to content


Brava equipe da Dataprev. E tem até um “Queiroz” lá!!!

*Informações que recebo do boletim “Notícias da Semana” – da Dataprev

Dataprev mantém base de dados que garante aposentadoria em 30 minutos

equipe-dataprev.bmp Equipe

A Dataprev tem papel fundamental na concessão em apenas 30 minutos das aposentadorias urbanas por idade. O Cadastro Nacional de Informações Sociais (CNIS), desenvolvido pela Empresa, possui uma base de dados com 206 milhões de informações cadastrais de pessoas físicas e jurídicas, 515 milhões de vínculos empregatícios, 1,8 bilhão de contribuições e 11 bilhões de remunerações. A infra-estrutura da Empresa, tanto técnica quanto tecnológica, permite que o Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) tenha acesso online e em tempo real a toda a base de dados do CNIS, possibilitando que o extrato das contribuições do segurado seja disponibilizado e o benefício possa ser concedido de imediato.

A mudança do prazo para a concessão do benefício foi publicada no dia 31 de dezembro, no Diário Oficial da União 6722/08, e altera o Regulamento da Previdência Social, assegurando o reconhecimento automático das informações sobre vínculos trabalhistas desde 1976.

Até 2001 cabia ao cidadão provar as obrigações previdenciárias, mas desde 8 de janeiro de 2002, com o reconhecimento das informações inseridas a partir de julho de 1994, alguns segurados já podiam contar com os dados do cadastro e só provavam o que fosse necessário.

O projeto do CNIS teve início em 1989 como Cadastro Nacional do Trabalhador (CNT), cumprindo o decreto 97936/89. Em 1992, com a Lei 8490/92, o projeto CNT passou a se chamar CNIS.

Como funciona – A Dataprev recebe as informações para compor o CNIS de diversos órgãos governamentais. O cadastro de pessoa física, por exemplo, é formado pelos dados enviados pela Caixa Econômica Federal, do banco de dados do PIS, pelo Banco do Brasil, sobre o Pasep, e pela própria Previdência, quando se trata de autônomos. Já o cadastro de pessoas jurídicas é mantido com dados enviados pela Secretaria da Receita Federal (SRF).

Há ainda informações sobre vínculos e remunerações recebidas pela Guia do Fundo de Garantia de Informações Previdenciárias (GFIP), pela Relação Anual de Informações Sociais (RAIS), pelo Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (CAGED), além dos dados sobre contribuições atualizados pela Guia da Previdência Social (GPS).

A Dataprev recebe, processa, organiza e disponibiliza as informações para o INSS. Para garantir a montagem e sustentação do CNIS a Empresa direciona cerca de 300 profissionais, que trabalham direta ou indiretamente no cadastro.

Até outubro, a instituição deverá ter implantado a nova versão do CNIS em plataforma aberta e implementado os conceitos do Novo Modelo de Gestão do INSS.

Para Gilmar Queiroz, gerente do Departamento de Produtos de Cadastros Sociais (DECS), “é muito gratificante trabalhar numa empresa que participa, de uma forma tão efetiva, de um projeto tão importante para o cidadão e o Estado brasileiro”.

312941.gif*Duas Perguntas que não querem calar:

1 – Quem é o Gilmar Queiroz na foto?

2 – Quem é esse espetáculo de morena abaixada na foto?

Publicado em Coluna Capital Digital, Informática.


7 Responses

Stay in touch with the conversation, subscribe to the RSS feed for comments on this post.

  1. Andre says

    O Gilmar não está na foto

  2. andre says

    Desculpe.Está sim. É o quinto da esquerda para a direita, em pé. De camisa branca e gravata.

  3. Paulo says

    A morena abaixada é linda!!! Quem é ela?

  4. Luiz Queiroz says

    RESPOSTA DO QUEIROZ

    Ô BANDO DE GENTE SAFADA!!!!

    Aposto que nem leram a nota. Só ficaram olhando para o “colírio da Dataprev”. Já sei quem é esse espetáculo, mas não revelo o nome dela nem na Polícia Federal.

    Mas só sei que por essa morena, até eu me atreveria a desenvolver todo um novo sistema, para a Dataprev se livrar da Unisys. E olha que não entendo PN de informática. Só de fofoca. (kkkkkk)

  5. Luiz Queiroz says

    RESPOSTA DO QUEIROZ 2

    Atenção direção e asponário da Dataprev, inclusive o senhor Rodrigo Assumpção:

    Atesto para os devidos fins, que o “Queiroz” da Dataprev não é meu parente. Por favor, não prejudiquem ele por minha causa tá?

    Porque se eu souber que o pobre do Queiroz da Dataprev entrou no sal – juro que quem mexeu com ele não terá mais paz neste governo. E vocês sabem que quando eu pego no pé de alguém, o sujeito no fim até acaba miando. (kkkkkkkkk)

  6. eliane says

    Queria saber o motivo porque desde dezembro/2008 e janeiro/2009 foi enviada Rais de anos anteriores e recentes e até agora não consta no CNIS?

    Porque motivo. Por favor responda-me para o Email. acima citado.

    Grata.

    eliane

  7. mateus says

    meu pai trabalha ai mai got kkkkk abraços!!!


Web Analytics